NOT ILLUMINATI

Diga não a essa Elite Global maldita, Conspirações, Mídia Controlada, Simbolismo, Etc…

A Ida À Lua

leave a comment »

Soube-me a pouco.
Fui um dos que esteve horas e horas colado à televisão, testemunhando com maravilha o “pequeno passo para o Homem, enorme avanço para a Humanidade”.
Mas, passada a ilusão, ficaram as perguntas no ar…
Os filmes e fotografias foram olhados com sentido crítico.
Os próprios aspectos científicos foram discutidos.
E uma multidão de incoerências foi-se acumulando.

Hoje, a NASA não gosta de falar nisso. Sem nunca ter desmentido a ficção, anunciou a intenção de mandar uma missão tripulada à Lua em 2020.
Para tal, tomou um primeiro passo, preparando-se para enviar uma sonda para medir a radiação no espaço entre a Terra e a Lua.
Será que se esqueceram de o fazer quando lá foram antes?
Será que enviaram astronautas sem saber o perigo que corriam?
Ou será a explicação mais simples a de que realmente nunca lá foram?

Certos filmes “cheiraram-me” a simulações. Talvez o mais evidente seja o filme que mostra o módulo lunar, a subir da superfície da lua, a manobrar para se encontrar com o módulo de comando, em órbita. O veículo manobra acelerando e travando instantaneamente, e no momento em que trava uma rotação fica perfeitamente parado, sem necessidade de nenhuma correção posterior. Isso repete-se várias vezes. Parece que o veículo está pendurado numa máquina que tem 3 motores elétrico nos 3 eixos e o operador vai premindo e largando botões.

Como, durante a emissão da missão, a NASA ia alterando ligações “em directo” com simulações explicativas do que se iria passar, convenci-me que era uma simulação, porque por alguma razão a transmissão “em directo” não estava disponível.
A mesma sensação tive quando pela primeira vez nos foi permitido assistir “em directo” à descolagem do módulo lunar da superfície da lua.
Nessa altura, não tinha sequer posto a hipótese de que poderia estar a assistir a uma falsificação.

Mas voltando à Apollo 11: Eles voltaram, e ficaram alguns dias na câmara de quarentena antes de estarem disponíveis para a primeira conferência de imprensa.
Os três astronautas eram já heróis nacionais, tinham realizado um feito incrível e pioneiro, e tinham toda a razão para se sentirem satisfeitos e orgulhosos.



Que raio!?
Os três aparecem com cara de enterro, sentindo-se extremamente desconfortáveis, trocando olhares cúmplices, gaguejando, Neil Armstrong não parece sequer em condições de falar, olhando com ares beligerantes para a plateia.

“a minha memória não difere muito dos filmes e slides que todos tiveram ocasião de ver….”
Isto é: todos esperam que os astronautas finalmente partilhem conosco as suas impressões pessoais, aos seus sentimentos, e tudo o que nos dizem é que “não foi muito diferente dos filmes e slides”??? Ora bolas!

Somos informados de que os astronautas irão conduzir uma conferência de imprensa “diferente”: não irão responder a perguntas, irão sim passar e comentar uma apresentação preparada de antemão com filmes e fotografias da missão.
Senti-me logrado. Eu, que me sentia frustrado pelo que tinha visto na televisão, mais frustrado fiquei.
Muito mais tarde, percebi que o sentimento predominante parece ser a vergonha de 3 homens honestos que estão a ser obrigados a mentir ao mundo.
Já, por altura desta conferência de imprensa, algumas vozes críticas se tinham ouvido, principalmente acerca da falta de estrelas nas fotografias.

Aldrin afirma que não as viu da superfície da Lua. Collins, que se manteve em órbita na Lua, acrescenta que também ele não se lembra de ter visto nenhuma.
Bolas! 3 astronautas que passaram uma semana no espaço, e nenhum deles alguma vez olhou para o céu? Essa é simplesmente demais para engolir!
Mais tarde, também percebi que eles devem ter recebido orientação antes da conferência de imprensa, e tinham-lhes sido ministradas as respostas que teriam de dar.

Eu também me sentiria envergonhado e defensivo, se estivesse no lugar deles.
De facto, todos os astronautas do projecto Apollo tiveram comportamentos estranhos depois de voltarem das suas missões. Abandonaram a NASA, procuraram empregos em lugares obscuros e recusaram-se a dar entrevistas públicas. TODOS eles!

A NASA conseguiu enviar 6 missões bem sucedidas à superfície da Lua. E por que raio é que nunca lá voltaram?

A NASA tinha o mais eficiente foguetão em serviço, o Saturno V, bem como experiência acumulada.

No entanto, nada do projecto Apollo sobreviveu.
Pelo contrário, a NASA esteve ausente do espaço durante anos, enquanto desenvolvia o sistema Space Shuttle, que trouxe mais problemas do que soluções.
O Saturno V tem mais capacidade que o Space Shuttle, e é mais barato de operar. Teria sido um lançador excelente para os vários módulos das várias estações orbitares que entretanto foram colocadas em órbita.
Anúncios

Written by everton1994

05/06/2012 às 13:09

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: